Estratégia de divulgação: confira as 10 melhores

Elaborar uma boa estratégia de divulgação é essencial para qualquer tipo de negócio. Afinal, quanto mais sua empresa é conhecida, mais clientes, mais força da marca e mais sucesso, certo? 

No entanto, é preciso ser criativo ao fazer esse alcance, pois abordagens inventivas e diferenciadas podem atrair ainda mais consumidores do que as ações tradicionais.

Quando você surpreende e desperta a curiosidade de seu público-alvo, é mais fácil ganhar pontos de carisma e gerar engajamento. E é exatamente isso que você quer, não é?

Você tem dúvidas sobre como criar uma boa estratégia de divulgação e obter o máximo de resultados com ela? Então leia este artigo até o final e anote essas 10 dicas valiosas.

1. Participe de feiras e eventos

Estar no lugar certo pode ser muito lucrativo. Além de encontrar parceiros potenciais para ajudá-lo a promover sua marca e conhecer os últimos movimentos de mercado, os eventos relacionados ao seu setor têm uma grande circulação de pessoas interessadas no seu tipo de produto ou serviço.

É estar onde seus clientes potenciais também estarão. Em outras palavras, está reunindo o útil com o agradável.

2. Misture ações virtuais e físicas

Uma boa maneira de promover amplamente sua empresa é por ações de propagandas on-line e off-line. Por exemplo, ao enviar e-mails de marketing, por que não enviar cartas personalizadas – até mesmo manuscritas – para esses clientes especiais? Com este gesto, você pode mostrar-lhes que eles são importantes para sua empresa.

A propósito, a Nubank, uma empresa que tem o serviço como um de seus pontos mais fortes precisamente porque é humanizada, está atualmente fazendo isso.

3. Elabore uma estratégia de “gifting”

A estratégia de gifting é quando a empresa dá presentes a clientes, parceiros ou potenciais clientes, vai muito além de dar presentes. Trata-se de criar uma experiência diferenciada e um vínculo emocional, demonstrando que você vê valor nessa pessoa.

Esta estratégia é também uma forma de se antecipar aos concorrentes, que muitas vezes não estão dispostos a investir em tais ações. Basicamente, você ganha em duas frentes: você se distingue das empresas rivais e desenvolve um melhor relacionamento com o público; os clientes ganham e você também.

4. Aproveite os feriados e datas especiais

Afinal, são momentos especiais que as pessoas usam para relaxar, se divertir e, o que importa para nós no momento: comprar!

Portanto, lembre-se de lançar campanhas e ações promocionais em datas especiais, como Dia dos Namorados, Natal e Black Friday. Eles podem impulsionar as vendas e gerar um bom retorno para o seu negócio.

5. Crie um site com um blog

Ter um website responsivo é uma obrigação para empresas que querem mostrar seriedade e crescer no mercado. Além disso, é importante ter uma base na blogosfera, ainda melhor se estes dois espaços forem integrados. Isto porque pode unificar o conteúdo em um só lugar, tornando a vida do usuário mais fácil.

Hoje, o marketing digital é um fator-chave para a promoção de qualquer negócio. Quando combinado com estratégias de marketing de conteúdo, é possível não apenas aumentar o conhecimento da marca, mas também atrair consumidores potenciais. 

Afinal, informações relevantes e envolventes podem servir como um ‘ponto de venda’ para seus produtos e serviços. Ótimo, não é?

Você sabia que 73% das empresas brasileiras já investem neste tipo de marketing? Se tantas pessoas já acreditam nas vantagens deste modelo, é melhor você entrar a bordo também! Para executar este tipo de ação, é essencial aprender mais sobre como funciona a jornada do consumidor e o funil de vendas, incorporando estes conceitos em suas estratégias de produção de conteúdo.

6. Invista nas mídias sociais

A mídia social não é mais apenas um lugar para postar fotos de fim de semana ou conversar com amigos há muito tempo perdidos. Eles cresceram para incorporar outras atividades, eventos, interações, etc., e descobertos pelas empresas. Agora, é um caminho sem retorno.

Segundo os dados do relatório Social Media Trends 2018, 94,4% das empresas já estão em redes sociais, mostrando a importância desses meios para as estratégias de divulgação. Entretanto, muitas marcas não trabalham seus perfis e páginas como deveriam.

Se você quer ganhar um público, precisa investir profissionalmente, ou seja, planejar campanhas, interagir com os seguidores e investir em anúncios patrocinados. Os usuários também são impactados por anúncios e posts orgânicos de empresas que lhes interessam, e muitas vezes geram conversões em vendas, ou pelo menos caminhos para as vendas.

💡  Veja também:

Como fazer divulgação no Whatsapp

Portanto, crie um calendário de postagens, integre as redes com o conteúdo de seu blog e crie anúncios adaptados ao seu público-alvo. Em postagens patrocinadas pelo Facebook, por exemplo, você pode selecionar para aumentar o reconhecimento da marca.

Além disso, não se esqueça de aproveitar os tópicos mais quentes para colocar suas redes em funcionamento. Fique de olho nos temas mais falados da semana para cargos criativos e ações de marketing para aumentar seu engajamento.

Afinal, não há nada como interagir com seu público falando sobre temas atuais que lhe interessam. No Twitter, por exemplo, é interessante seguir os Trending Topics, onde aparecem os hashtags mais usados. Com estas informações, você só precisa surfar a onda e criar diálogos mais dinâmicos e refinados com seu público.

7. Parceria com influencers

Ter um influencer anunciando seu produto pode atrair um grande número de clientes potenciais. Se você tem pouco dinheiro, você pode romper com o clichê de usar atores ou futebolistas para fazer parcerias com outras figuras relevantes. Você pode, por exemplo, tirar proveito de youtubers, instagrammers e bloggers. Embora possam ter um público menor, eles tendem a ter mais influência nesse nicho.

Vivemos na era dos influenciadores digitais, por isso compensa procurar essas pessoas, especialmente nas mídias sociais. Além de conseguir uma boa exposição, você pode atrair um público mais jovem, se esse for seu objetivo, é claro. Dois benefícios com uma única ação!

8. Invista em links patrocinados

O site com maior número de acessos do mundo hoje é o Google. Segundo a Similarweb, o site hoje possui cerca de 87 bilhões de acessos mensais. Então, por que não anunciar neste gigante da busca e aproveitar esta exposição?

A melhor maneira de fazer isso é anunciar com links pagos, ou seja, aqueles resultados patrocinados que aparecem no topo da página, acima dos orgânicos, toda vez que uma busca é realizada. Com esta estratégia, você pode atrair tráfego para seu site ou blog.

9. Promoção através de programas de referência.

Primeiro de tudo, é preciso entender o que é um programa de indicação fechado ou aberto:

Em aberto, qualquer pessoa que tenha contato com seu programa de indicação pode realizar uma indicação. Eles não precisam ter uma conexão com sua empresa.

Em um programa fechado de referência, apenas um grupo específico de pessoas ou mais de um grupo participa. Exemplo: clientes, parceiros, influenciadores, etc. Somente as pessoas incluídas na segmentação que você fizer poderão fazer referências.

Então pergunte-se: é melhor fazer apenas alcance orgânico ou é interessante pagar por anúncios para aumentar seu alcance?  A resposta a estas duas perguntas é: depende!

Este alcance pode ser feito de forma orgânica ou paga. E isso nos leva ao próximo tópico:

Publicidade orgânica x publicidade paga

O investimento em um ou outro dependerá do tipo de Programa de Indicação de sua empresa e dos objetivos que você tem com ele.

A abordagem de alcance pago consiste em aumentar o alcance do Programa de Indicação de todas as formas possíveis (anúncios, publicidade, folhetos).

Esta é uma boa maneira de divulgar seu programa para pessoas que não são clientes, mas que podem indicar você, geralmente para a recompensa (eles conhecem sua marca e indicam você mesmo que nunca tenham comprado de você).

Com a promoção orgânica, seu programa de indicação será visível apenas para aqueles que já o conhecem e participam. Muitas vezes é melhor para programas fechados de indicação (quando somente os clientes podem indicar).

A chave para todos é usar o canal certo. E se você usar o omnichannel, a estratégia será ainda mais otimizada.

O que é melhor para incentivar as indicações: o dinheiro ou o produto?

Uma pesquisa realizada pela B2B Marketing Mentor, aponta que, em geral, 39% das pessoas prefeririam receber incentivos financeiros por indicar produtos e serviços do que recompensas tradicionais.

Isso porque o dinheiro pode ser usado para escolher o que comprar, conforme o gosto do cliente. Entretanto, nem em todos os segmentos o dinheiro é a melhor opção.

Portanto, para uma boa estratégia, tente saber o que irá agradar ao seu cliente a ponto de estimular sua indicação.

Um condomínio de luxo ofereceu a seus clientes um iPhone de última geração para referências que geraram vendas. Enquanto um e-retalhista ofereceu um bônus de $20 para os referidos que compraram mais de $100.

Em ambos os exemplos, as recompensas foram feitas sob medida para a pessoa do cliente de cada empresa.

Em nenhum dos casos faria sentido que o condomínio oferecesse uma recompensa como a do comércio eletrônico. Na realidade, para esses clientes, os $20 poderiam desencorajar as indicações de domicílio, já que não geram o valor esperado.

Qual canal é mais eficaz?

Então, até agora, você já descobriu quem é sua pessoa, que tipo de programa de referência é (aberto ou fechado) e, é claro, você até descobriu que a recompensa será ideal para seu cliente indicado. Portanto, é hora de montar seu canal de divulgação!

Estratégia de alcance

Um dos maiores problemas para aqueles que fazem a divulgação é escolher o canal errado. Isto é uma espécie de tragédia para o marketing da empresa.

Afinal, onde está seu cliente? Que plataformas você usa? Ele sabe que sua empresa tem uma página de mídia social (você interage com os posts?)? Seu ponto de contato com o cliente é apenas e-mail, ou você usa outras mídias? Em resumo, é preciso chegar ao cliente no canal certo.  

Se sua empresa tem um programa fechado de indicação, onde apenas os clientes podem fazer uma indicação, uma boa forma de contato pode ser o aplicativo ou apenas o e-mail marketing.

Por outro lado, digamos que seu negócio é um negócio de comércio eletrônico; ou uma empresa imobiliária que recebe referências fixas para sua carteira; então, faz muito sentido que sua estratégia de divulgação seja aberta e que as mídias sociais sejam abertas para todos os perfis de sua empresa em perspectiva.

Conclusão

Existem diversas estratégias de divulgação que podem ser adotadas pela sua empresa, porém, o processo precisa ser estruturado e focado no seu cliente que possa ter uma boa taxa de retorno sobre o investimento. 

Gostou das dicas e gostaria de uma ajuda para criar a sua estratégia de divulgação? Entre em contato com a IDPUBLI e fale com um especialista no assunto.

Compartilhe este artigo

Posts mais lidos

Veja também:

startups unicórnio do brasil
Business Intelligence

O mundo mitológico dos Unicórnios

Para entender melhor sobre este universo, vamos começar desvendando o uso do termo “unicórnio”. Sabemos que unicórnios são criaturas mitológicas consideradas raras e mágicas; mas

Leia mais >

Se cadastre em nossa newsletter.

Fique por dentro das últimas notícias do mundo do marketing, suas tendências e novidades.